segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Dentro de Você





Pra que tanto sofrimento nestes teus relatos de perdição?
Pra que tanto medo da escuridão,
Tanta culpa e lamento
Se a lua se reflete na luz do sol
E o dia é filho da grande noite?

Procure dentro de você...
O mal é apenas a face sofrida das forças benignas
A culpa de tuas feridas
As falhas da “evolução” humana.

...Procure dentro de você.

3 comentários:

Lane SoL disse...

Bem dessa forma que ando estando.. Gosto de teu blog.. Espero que sempre haja um bom vento inspirador para nos presentar aqui..

Grande abraço!

laianavieira disse...

Demorou mas veio com tudo né? rs. Meus parabéns pelos textos, confesso que demorei um pouco para ler com cuidado danto a atenção merecida a tua poesia. Porém, voltei a abrir As portas no momento certo, eu estava mesmo precisando de coisas assim para terminar o dia.
Obrigada.
Um abraço.
Continua postando, rs..

Milena Karla disse...

Amigo, tem presente para seu blog no meu blog: bjs

http://beat-acelerado.blogspot.com/2011/05/meus-primeiros-selinhos.html

As Portas...

Para cada porta, uma chave...para cada chave que gira, uma realidade paralela...uma vida.